Linha Direta volta em 2011 e Globo quer Cabrini

A Rede Globo já praticamente bateu o martelo. O jornalístico policial Linha Direta, sucesso da emissora na década e que saiu do ar há alguns anos, está previsto para retornar a grade da emissora em 2011. A cúpula decidiu pela volta do programa por ter apelo popularesco e atingir os públicos da classe D e E e também por mostrar a tal jornalismo real.

Diferentemente do que se esperava, Domingos Meirelles não será o apresentador da nova versão do Linha Direta que será exibido por temporada. Ao que tudo indica, serão 12 episódios anuais que contará a história de grandes crimes do país (a Globo quer abrir o programa em agosto de 2011 relembrando o caso de Suzane Richthofen). Para isso, o único nome indicado pela direção global é o de Roberto Cabrini, maior jornalista investigativo do país e que atualmente está no SBT.

Fontes garantem que o jornalista não está satisfeito com sua condição na emissora de Sílvio Santos e muito arrependido por ter trocado a Record pelo SBT. O contrato de Cabrini vence em Abril, mas a Globo está disposta a pagar a milionária multa para retirar o jornalista do casting da concorrente.

Além das 12 reportagens especiais, Cabrini iria fazer matérias investigativas para o Fantástico, pois com a credibilidade e capacidade de fazer amplas matérias investigativas, todos acreditam que ele será capaz de resolver o problema de audiência do programa.